Mato Grosso abre mais de 5 mil vagas de empregos e tem 2º melhor resultado nacional

 Mato Grosso chegou ao terceiro mês consecutivo gerando mais vagas de empregos. De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, foram abertas 5.412 novas vagas com carteira assinada, em junho. O saldo é referente a 32.011 contratações e 26.599 demissões. Foi o segundo melhor resultado registrado por um estado brasileiro no mês - Minas Gerais foi líder com 12,1 mil vagas geradas.

O maior saldo em Mato Grosso foi verificado no setor agropecuário, que abriu 3.029 novos postos de trabalho, resultado de 8.047 admissões e 5.018 desligamentos. O comércio, que registrou 8.420 formalizações e 7.729 dispensas, fechou o mês com 691 empregos a mais, segundo melhor resultado estadual.

Na construção civil foram geradas 651 novas vagas, saldo de 2.773 contratações e 2.082 demissões. O setor de serviços admitiu 8.391 trabalhadores, dispensou 7.905 e fechou junho com 486 empregos gerados. Na indústria de transformação foram abertos 481 novos postos de trabalho, resultado de 4.106 admissões e 3.625 rescisões.

O setor extrativista mineral gerou 40 empregos a mais, no total. O resultado é referente a 134 formalizações e 94 desligamentos. Já o setor de serviços industriais de utilidade pública admitiu 175 novos funcionários, demitiu 140 e encerrou junho com 40 novas vagas.

O único setor a fechar mais postos de trabalho com carteira assinada foi o de administração pública. Foram 5 admissões e 6 dispensas, resultando em 1 emprego a menos.

Até agora, as empresas e indústrias em Mato Grosso já geraram 7.363 novas vagas formais. O resultado é referente a 46.556 contratações e 39.193 demissões, registradas de janeiro a junho. O saldo dos últimos 12 meses, em contrapartida, é de 5.298 novos postos de trabalho, com 83.414 formalizações e 78.116 rescisões.

O Brasil, por outro lado, perdeu 661 postos de trabalho no último mês. Foram registradas 1.167.531 admissões e 1.168.192 desligamentos. No acumulado do ano, houve crescimento de 392.461 empregos, representando variação de +1,04%. Nos últimos 12 meses, foi registrado acréscimo de 280.093 postos de trabalho, correspondente à variação de +0,74% em relação a igual período anterior. Em junho do ano passado, foram criados 9.821 novos empregos.